sábado, 7 de julho de 2007

O PORQUÊ DO NOME

Belerofonte é um herói grego. Depois de domesticar o cavalo alado Pégaso, derrotar a Quimera e as Amazonas, tentar chegar voando até o Olimpo, é derrotado por uma picada de vespa, que desgoverna e derruba seu cavalo, e o mata. Mas Zeus finalmente permite que o herói fique no céu, em forma de constelação.
Figurar neste Olimpo que está no céu, em forma de estrela é o que pretendemos para os livros aqui resenhados. Por acreditar que cada uma dessas obras possui qualidades que as diferencia e destaca, é que asseguramos, para elas, um lugar no Olimpo das obras de literatura infantil e juvenil, neste vasto Céu de Belerofonte.

Um comentário:

ana lucia disse...

Agora que complicou tudo!
Como posso classificar teu trabalho agora, se cada coisa que você faz, fica melhor que a outra?
Ilustrador; contador de história; professor; escritor e agora, como se não bastasse, crítico literário!
Caro amigo, a pedra de tropeço era apenas uma vespa, insignificante, simples mortal. Belerofonte um herói, que brilharia por toda eternidade.